15/06/2015

20/03/2013

Facebook do CAJIL

O CAJIL já tem Facebook, tem a designação de "Cajil Dinâmico", visitem e sejam nossos amigos.

18/04/2012

A Instituição

Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos.
O CAJIL presta serviços à sociedade e à família, como instituição aberta, sem descriminação de raça, credo, politica, social, ou outra; Tem como objetivo: Contribuir para, que o envelhecimento seja mais saudável, evitando a institucionalização do idoso em Lar, diminuindo o tempo de internamento hospitalar e rentabilizando os recursos existentes, de modo a proporcionar uma melhor qualidade de vida; Proporcionar condições de autonomia, responsabilização e integração dos indivíduos e famílias.


CONTACTOS: 
Rua do Lumiar, 57, 1750-161 Lisboa
Tel: 217 592 821 - Fax: 217 574 573
Tm: 961 937 189 - E-mail: cajil@cajil.pt

30/09/2008

Desenho e Pintura

Estes trabalhos foram realizados pelos utentes do CAJIL.

29/09/2008

Apoio Domiciliário a Idosos

“Prestado pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ou por empresas privadas, pode ser a solução para tratar da higiene, refeições e limpeza da casa de um familiar idoso, ficando este no conforto da sua casa. Que cuidados ter na escolha deste tipo de serviço alternativo aos lares de terceira idade?
Cuidados de higiene ou saúde, limpeza e arrumação da casa, confecção ou entrega de refeições, tratamento de roupas, entre outros, são alguns dos serviços que podem ser prestados a idosos, mas também a deficientes e doentes. As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) dão prioridade a pessoas com baixos rendimentos. O sector privado acaba, muitas vezes, por ser a única alternativa.”

Centro de Dia e Serviço de Apoio Domiciliário


O principal indicador de medida do CAJIL centra-se na satisfação dos seus utentes. Um dia com menos sofrimento, outro melhor vivido e o seguinte sentindo confiança e apoio justificam o esforço e cuidados desenvolvidos pela EQUIPA do CAJIL, em prol dos seus idosos.
É grande a satisfação quando se sente ter contribuído para que número maior de pessoas tenha a sua vida mais facilitada, sobretudo quando a idade avançada, a solidão e dificuldades de saúde e outras são obstáculos e se transformam em muito sofrimento.
Luta-se todos os dias para ser melhor.
Para que os utentes do CAJIL se sintam bem a EQUIPA do Centro tem de funcionar bem. Cada um dos funcionários compreende que o seu trabalho reside em estar ao serviço dos OUTROS. A não ser assim não vale! O exemplo colhe em quem dirige.
Tanto esforço é devotado por largo número de associados para que a freguesia do LUMIAR disponha de mais um CENTRO de DIA e de APOIO DOMICILIÁRIO exemplar. É o caminho!
O CAJIL renovou-se recentemente. As obras realizadas culminam um processo longo de modernização.
Felicita-se a realização deste documento. Surgiu de forma espontânea e foi acolhido, como outras iniciativas que orgulham a todos.
Pretende-se, então, que expresse o sentimento e vida dos seus utentes. O seu dia a dia. A voz é dos utentes, a imagem pertence-lhes e a realização cabe-lhes, porque envolvendo adoptou-se, em cada dia, a satisfação como medida.
Convidam-se a visitar o SEU CAJIL.

Vários Momentos de Actividades

video

25/09/2008

Arraial Popular


Como se vem praticando todos os anos, a Junta de Freguesia promove um Arraial Popular dedicado ao Santo António, padroeiro da cidade de Lisboa, no parque da Quinta das Conchas, dia 19 de Junho. Como não poderia deixar de ser festejou-se com muita sardinha assada e vinho tinto e durante a tarde as várias instituições locais deram o seu contributo. Desta forma subiram ao palco a Prof.ª Marina Duarte com uma aula de aeróbica sénior, o sr. José Batista Vaz Pereira com poemas e autor do hino do CAJIL, o rancho folclórico dos Inválidos do Comércio e a Tuna da Universidade de 3.º Idade do Lumiar.

Passeio a Évora


No mês de Maio o CAJIL escolheu a cidade de Évora para passear. Convidámos os Leões de Portugal e rumámos ao alto Alentejo e nem a chuva nos conseguiu parar. Assim que chegámos ao nosso destino, pela manhã fomos até à Praça do Giraldo, subimos ao Templo de Diana e à Sé. Desta vez após o almoço fomos presenteados com cantares alentejanos e ainda um verdadeiro bailarico no salão do restaurante.

Passeio a Peniche


Entre outras actividades desenvolvidas pelo Gonçalo Carvalho, temos os passeios mensais que correm o país de lés-a-lés. Desta forma para dar as boas vindas ao Verão que tardava em chegar, o CAJIL dedicou o mês de Junho a uma das vilas piscatórias mais bonitas da nossa costa, Peniche. De manhã começámos por visitar a Capela de N.ª Sr.ª dos Remédios, santa padroeira de Peniche e demos um pulinho ao Miradouro do Cabo Carvoeiro, um dos pontos mais ocidentais de Portugal. O nosso almoço incluiu uns lombinhos de porco com enchidos regionais e batata assada no forno e seguida fomos visitar a Fortaleza e o Museu Municipal de Peniche, dedicado à prisão política dos nossos mais emblemáticos defensores da democracia portuguesa.

Ponte de Sôr

Já é tradição no CAJIL e da iniciativa do nosso Presidente de Direcção a realização de um almoço com porco no espeto, ensopado de borrego, enchidos, queijos, fruta e doces caseiros. É um dia muito bem passado onde também temos a oportunidade de montar a cavalo, passear pela quinta e ver porcos, javalis, patos, perus, galinhas e ovelhas. Tudo isto desfrutando a magnifica vista deste monte em Ponte de Sôr no Alto Alentejo.

26/03/2008

Receitas Saudáveis

Almôndegas de galinha

Engana-se quem pensa que a comida para um coração saudável é pouco saborosa, monótona e sem graça. Experimente esta receita com pouca gordura e muitas vitaminas, minerais, fibra e proteínas. As ervas aromáticas ajudam a que diminua no sal, mas não no sabor.

Estas aromáticas almôndegas de galinha, assadas no forno com um molho de tomate rico e condimentado, podem ser servidas numa cama feita com arroz integral cozido no vapor, com massa, com folhas de legumes verdes cozidas no vapor ou com uma salada verde.

Sabemos que as gorduras presentes na carne são saturadas, e por isso, a evitar. As aves têm a particularidade de apresentarem a maior parte da gordura depositada na pele, sendo a carne propriamente dita, uma das mais magras que podemos comer, na condição de rejeitarmos a pele.

Se a uma carne magra juntarmos o aipo, conhecido pela sua riqueza em potássio, e pela capacidade de baixar a tensão arterial e os níveis de colesterol sanguíneo, o resultado é um prato hipersaudável para o coração.

Todos os restantes condimentos- pimentão, salsa, tomilho, pimenta, cebola e tomate, conferem uma riqueza de sabores a um prato, que pode mesmo dispensar o sal.

Ingredientes (para 4 pessoas):

  • 1 pimentão picante (pequeno), sem semente e cortado em pedaços
  • 1 cebola pequena picada
  • 1-2 pés de tomilho com as folhas picadas
  • 2 hastes de aipo, aproveitando as folhas verdes, cortadas em rodelinhas
  • 1 raminho de salsa fresca, sem os talos
  • 350 g de galinha magra ou peru
  • 75 g de cevadinha francesa cozida
  • 1 clara de ovo
  • 3-4 colheres de sopa de miolo de pão seco
  • 500 ml de molho de tomate fresco
  • Pimenta-preta em grão moída na hora, para temperar
  • Sal (q.b., ou nenhum)

Preparação:

1º Ponha a cebola, o aipo, o pimentão e a salsa numa picadora e triture até que fiquem finamente picados sem estarem reduzidos a puré.

2º Deite esta mistura numa taça e junte o tomilho, o frango moído, a cevada, a clara de ovo e o miolo de pão. Misture tudo muito bem. Tape e leve ao frigorífico durante uma hora. Molde a massa em bolinhas (almôndegas).

3º Aqueça previamente o forno à temperatura de 200º C. Cubra o fundo de um tabuleiro de ir ao forno com metade de molho de tomate, e por cima coloque as almôndegas. Cubra com o resto de molho de tomate e, sem tapar, leve ao forno. Vá regando as almôndegas de galinha com o molho e deixe cozer durante 30-45 m até ficarem macias.


Bolo de cenoura

Um momento doce acompanhado de muito betacaroteno, para o prazer da boca e a saúde dos olhos.
Porque o sabor doce é apreciado pela maioria de nós, não posso deixar de sugerir uma alternativa, o mais saudável possível, dentro do reino dos bolos.
Para além dos ingredientes típicos (farinha, açúcar, óleo e ovos), este bolo conta com a presença das cenouras que, para além da bonita cor que conferem ao bolo, o enriquecem em vitaminas e fibras.
Receita ovo-vegetariana
Ingredientes para 16 porções:
6 cenouras médias (aprox. 600 g)
4 ovos inteiros
2 claras
½ copo de óleo de girassol
2 copos de açúcar
1 copo de farinha de trigo
1 copo de farinha de milho
1 copo de maisena1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de sopa de canela em pó
1 pitada de sal
Margarina para untar a forma e farinha para polvilhar
Preparação:
1º Bata no liquidificador: as cenouras cortadas, os ovos e claras, o óleo e o açúcar.
2º Misture os três tipos de farinha, o fermento, a canela e o sal.
3º Junte a mistura líquida que bateu no liquidificador à farinha, e mexa muito bem, até obter uma mistura homogénea.
4º Unte a forma com margarina, polvilhe com farinha, e adicione a massa do bolo. Polvilhe a superfície com canela.
5º Introduza o bolo no forno previamente aquecido, e deixe em forno brando cerca de 30 minutos (ou até estar cozido).

Bom apetite!

23/02/2008

Colónia de Férias em Aveiro

Em parceira com o Centro Social Distrital de Aveiro e no âmbito da valência do turismo sénior, o Cajil promoveu uma Colónia de Férias à Região da Beira Litoral durante 6 dias. Com os utentes do Centro Social de S. Pedro de Albergaria dos Doze, vivemos uma semana que contemplou um programa farto de actividades e passeios.

Apoio Domiciliário a Idosos

“Prestado pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) ou por empresas privadas, pode ser a solução para tratar da higiene, refeições e limpeza da casa de um familiar idoso, ficando este no conforto da sua casa. Que cuidados ter na escolha deste tipo de serviço alternativo aos lares de terceira idade?
Cuidados de higiene ou saúde, limpeza e arrumação da casa, confecção ou entrega de refeições, tratamento de roupas, entre outros, são alguns dos serviços que podem ser prestados a idosos, mas também a deficientes e doentes. As Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) dão prioridade a pessoas com baixos rendimentos. O sector privado acaba, muitas vezes, por ser a única alternativa.”

História do Lumiar


Foi criada em 2 de Abril de 1266. Em 1312, D. Dinis efectua a partilha dos bens do Conde de Barcelos, ficando para D. Afonso Sanches, seu filho bastardo e genro do Conde, uma quinta e casa de Campo no Lumiar, a que se passou a chamar Paços do Infante D. Afonso Sanches. No reinado de D. Afonso IV, esta residência nobre adquire a designação de Paço do Lumiar, a qual ainda hoje se mantém.

No inicio do séc. XVIII, era definido o Lumiar como "um sítio de nobres quintas, olivais e vinhas", sendo os principais frutos da terra o vinho, o trigo, a cevada e o azeite.

Em meados do séc. XIX, realizavam-se no Lumiar três feiras anuais (Fevereiro, Junho e Agosto), todas muito concorridas, especialmente a de Santa Brígida, em que havia romaria e benção do gado.

De 1852 a 1886, esta freguesia esteve integrada no concelho dos Olivais, sendo finalmente incorporada no território da Cidade de Lisboa, em 18 de Julho de 1885.

Desde os princípios do séc. XIX que a população da freguesia tem tido progressivo aumento.

No séc. XX, assiste-se na freguesia a um forte aumento populacional - 2.840 habitantes em 1900 para mais de 30.000 em 2000, tendo a antiga aldeia perdido, nas últimas décadas, quase definitivamente as suas características, com os diversos parques habitacionais. A grande aposta actual é o bairro da Alta de Lisboa. Foi inaugurado, no dia 10 de Outubro de 2007, o último troço do eixo norte-sul, facilitando o trânsito de toda a capital portuguesa.

A freguesia do Lumiar é servida pelo parque recreativo Quinta das Conchas e dos Lilazes.

Prepare-se para envelhecer com qualidade. Proteja a sua saúde, seguindo algumas recomendações simples, mas eficazes.

1) Faça exercício diariamente

  • Andar todos os dias é uma das melhores formas de praticar exercício. Ande ao seu ritmo e mantenha o corpo e a cabeça direitos. Ande entre 30 a 45 minutos por dia, se for possível, e use calçado adequado.
  • Fazer exercícios diários de pé ou deitado também é útil e, se orientados por um especialista, tornam-se até mais eficazes.
  • Nadar também é recomendado, assim como andar de bicicleta e até mesmo dançar.
  • Escolha a actividade da sua preferência e, se possível, pratique-a todos os dias.

2) Adopte uma alimentação saudável

A alimentação correcta é um dos factores que maior influência tem na sua saúde e no seu bem-estar. Deve ingerir por dia, no mínimo, um alimento de cada um dos seguintes grupos:

  • Pão, batatas, arroz, massas, farinha, cereais;
  • Carne, peixe, ovos, leite e produtos lácteos, feijão, lentilhas, ervilhas;
  • Margarina, óleo, gorduras;
  • Vegetais (cenouras, couves, tomates, pepinos, alface);
  • Frutos (maçãs, peras, melão, laranjas, pêssegos).

Não se preocupe se os alimentos são frescos, congelados, pré-cozinhados ou de conserva. O importante é que coma todos os dias fruta e vegetais frescos.

Deve comer, pelo menos, uma refeição quente por dia. Pode cozinhar uma quantidade maior e depois dividi-la em doses diárias e guardá-las no frigorifico ou no congelador.

Coma entre três a cinco refeições por dia a horas certas. Não coma demasiado.

Se tiver dificuldade em mastigar, coma produtos mais macios, como ovos, lacticínios ou papas, ou coza o peixe, os vegetais e a carne até ficarem bem tenros. Se achar necessário, esmague ou pique os alimentos. Beba sumos de fruta e de vegetais.

Beba muitos líquidos (dois litros por dia), em especial quando o tempo está quente. Beba, sobretudo, água e bebidas não açucaradas. Se tiver que usar açúcar, ponha pouca quantidade.

Se sofrer de obstipação (prisão de ventre), beba mais líquidos.

Não utilize muito sal. Para melhorar o sabor dos alimentos nos cozinhados use cebola, alho, funcho, pimenta e outras especiarias.

3) Má nutrição

A má nutrição pode resultar da deficiente absorção dos alimentos, de uma alimentação carenciada ou do excesso alimentar. A obesidade, por exemplo, resulta da ingestão excessiva de calorias e de se comer mais do que o necessário.

  • Evite as gorduras em excesso.
  • Evite, em especial, carne gorda, salsichas, queijo gordo e leite gordo.
  • Utilize margarina ou óleos vegetais, em vez de manteiga e banha.
  • Inclua na sua dieta leite magro, queijo magro e iogurte. Estes alimentos fornecem cálcio, muito necessário ao fortalecimento de ossos e dentes.

11/01/2008

Almoço de Natal

Na época Natalícia festeja-se o nascimento do menino de Jesus e há uma partilha constante de preciosos sentimentos como o da solidariedade e de amor pelo próximo. Desde 1986, ano de criação do Cajil festeja-se o Natal com toda a pompa e circunstância, com direito a um almoço recheado de um cardápio constituído por Creme de Espinafres, Bacalhau Cozido com Todos e Pudim de Ovos, especial receita da nossa estimada cozinheira, D. Hilária Viegas. Para acompanhar o tradicional Bolo-rei, Broas e Sonhos e o famoso Vinho do Porto. Contámos com a presença do nosso Presidente de Direcção, Dr. João Pinheiro e Vice-Presidente, Prof. J. A. Felício e a actuação da nossa utente, D. M.ª do Anjos Garrete que interpretou vários temas de Amália Rodrigues, além de um recital de poesia da D. Júlia Santos, culminando na distribuição de presentes a todos os utentes do Centro de Dia, do Apoio Domiciliário, bem como a todos os colaboradores do Cajil.



Vendas de Natal

No âmbito das actividades intergeracionais promovidas pelo GIAI Grupo Interinstitucional de Apoio a Idosos
realizou-se um Bazar de Natal no dia 10 de Dezembro de 2007, na Escola Pintor Almada Negreiros da Alta de Lisboa. O Cajil em articulação com o Centro de Dia do Alto do Lumiar, o Centro de Dia do Centro Social da Musgueira e o Centro Social das Galinheiras construíram vários expositores para mostra e venda dos trabalhos realizados ao longo do ano pelos seus utentes. Entre os trabalhos realizados no Cajil destacam-se os presépios em barro, pinturas com tinta acrílica, postais de Natal, porta-chaves, colares, entre outros.

Mesa de Vendas do Cajil

Centro de Dia do Alto do Lumiar

Centro de Dia do Centro Social da Musgueira

10/01/2008

Aniversário do Centro de Dia Leões de Portugal


O Centro de Dia Leões de Portugal festejou 3 anos de existência no dia 15 de Novembro de 2007 e convidou o Cajil para a celebração da sua festa de aniversário. Quando chegámos fomos acolhidos com simpatia pela Dr.ª Mónica Pereira, Directora do Centro, que nos proporcionou uma visita completa às instalações facilitando o primeiro contacto entre os utentes do Cajil e os utentes sportinguistas.
Durante a tarde jogámos vários jogos dinâmicos, entre os quais o jogo da mímica estimulando o convívio e a gargalhada. O dia culminou com vários doces, as tradicionais castanhas assadas e o bolo de aniversário acompanhado de champanhe.

Baile do Outono - S. Martinho

À semelhança de anos anteriores a Junta de Freguesia do Lumiar realizou no dia 8 de Dezembro deste ano, o Baile de S. Martinho. Este encontro juntou várias pessoas idosas do Lumiar e Instituições locais num baile acompanhado das tradicionais castanhas assadas com água-pé e muita animação.

Arte no Cajil

Já se encontram disponíveis as novas pinturas elaboradas pelos utentes. Seja solidário, continue a apoiar o Cajil fazendo a sua ou encomenda e compra, num valor simbólico.